Diamanda Galás anuncia novo álbum ao vivo e compartilha cover de “A Soul That’s Been Abused”: Ouça

Diamanda Galás anunciou um álbum ao vivo que capta performances de 2017. As gravações em Diamanda Galas em concerto foram tiradas dos sets do Thalia Hall de Chicago e do Neptune Theatre em Seattle. O disco chega em 14 de junho via Operações Sonoras Intravenais. Galás compartilhou o primeiro single do projeto: um cover da balada de Ronnie Earl de 2005 “Uma alma que foi abusada.” Ouça abaixo.

Em comunicado à imprensa, Galás explicou porque fez a cobertura: “Uma alma que foi abusada”:

Recebi visitas intermitentes de um cavalheiro durante dez anos.
Muitas vezes tive que colocá-lo na prateleira porque ele era bastante dramático.
Mas eu o amava porque normalmente ele conseguia entender meu senso de humor
e linguagem colorida rindo de mim. Houve um dia em que
Eu o insultei muito; e ele me informou imediatamente que poderia me matar onde eu estava. Depois do drama, fomos dormir.

Na manhã seguinte fui procurar minha tesoura e não a encontrei.
Procurei minhas facas e não encontrei nenhuma.
Finalmente pensei: “Ele os escondeu enquanto eu dormia!” Levantei o colchão e lá estava um pequeno arsenal de facas de cozinha, tesouras, minha arma de choque,
meu 38 especial, e talvez até um cortador de unha!

Eu ri tanto naquele dia! E tivemos um ótimo jantar naquela noite.

A Soul That Been Abused sempre foi sua música.

As sete músicas do Diamanda Galas em concerto apresentam Galás sozinho ao piano, cantando uma série de canções de amor, música tradicional grega e a peça folclórica mexicana “La Llorona”. A primeira categoria inclui “Pardon Me, I've Got Someone to Kill” de Johnny Paycheck, bem como “She”, escrita por Bobby Bradford, que tocou corneta e trompete com Ornette Coleman.

Galás, que é descendente de gregos, elogia as vítimas do genocídio grego do início do século XX com a sua interpretação de “O Prósfigas”, popularizada em 1977 pela cantora grega Manolis Angelopoulos.

Fuente

Leave a Comment